Crianças recebem pulseiras de identificação em Rodoviária

O programa SOS Crianças Desaparecidas da Fundação para Infância e Adolescência (FIA) em parceria com a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH) realizaram a campanha de Prevenção ao Desaparecimento Temporário de Crianças e Adolescentes. Foram distribuídas 40 mil pulseiras de identificação no setor de embarque do terminal da rodoviária Novo Rio, localizada no Centro do Rio de Janeiro. A rodoviária é um local de alta rotatividade de pessoas, tornando-se um ambiente propício para o desaparecimento de menores. A ação ocorreu no fim de ano, período de lotação tanto nos embarques quanto nos desembarques. A estimativa é de que até o dia 31 de dezembro, cerca de 5,5 mil pessoas passaram pelo local.

A iniciativa ainda contou com a parceria do RioSolidário, Banco Itaú, DPCA e Terminal Novo Rio. Além disso, o secretário de Assistência Social, Zaqueu Teixeira, participou da distribuição das pulseiras. O intuito do programa é conscientizar pais e responsáveis sobre a relevância da identificação apropriada dos menores através da pulseira que pode ser anexada ao pulso da criança e conter importantes informações como o telefone do responsável. Além disso, ainda foram distribuídos manuais com dicas de prevenção de como evitar que crianças percam-se e cartazes com fotos de crianças e adolescentes desaparecidos. A PasseVIP fornece pulseiras de identificação e crachás que são extremamente úteis para fornecer dados junto com a criança.

Em caso de desaparecimento de menores, o procedimento que deve ser tomado é procurar um guarda municipal ou um policial militar que esteja o mais próximo possível a fim de solicitar ajuda. Depois, deve-se dirigir à Fundação para Infância e Adolescência (FIA) e à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) para fazer o registro de ocorrência policial. É possível solicitar o registro em qualquer delegacia, todavia, a DPCA é mais específica e eficiente nesse tipo de serviço.

Contudo, recomenda-se estar sempre de mãos dadas com a criança em locares com um alto fluxo de transeuntes.

Notícias relacionadas